elEconomista.es
Brasil
37.362,92
-1,76%
3,8495
-1,40%
47,77
+7,28%
1.245,18
+0,18%

Brasil e China firmam acordos nas áreas de energia e aviação civil

Agência Brasil - 19:00 - 17/07/2014
comentarios

    A presidenta Dilma Rousseff e o presidente da China, Xi Jinping, assinaram nesta quinta (17) cerca de 30 atos em áreas como aviação civil, energia, sistema financeiro, infraestrutura, educação, mineração, tecnologia, resseguros, construção e agricultura. Um dos acordos prevê a compra de 60 aeronaves da Embraer pela China.

    Dilma e Xi Jinping assinaram ainda memorando de entendimento para cooperação e intercâmbio de dados de observação da terra e acordo para promoção de investimento de cooperação industrial e de tecnologia da informação. Para aprimorar o Sistema de Proteção da Amazônia, os dois países assinaram protocolo na área de tecnologia da informação e sensoriamento remoto.

    Na área consular, Brasil e China firmaram acordo para facilitar a emissão de visto de negócios para cidadãos dos dois países. Pelo acordo, o visto terá três anos de validade e permite a permanência no país por até 180 dias.

    Em educação, brasileiros e chineses firmaram entendimento para incentivar a difusão do mandarim no Brasil em universidades federais e cursos online. Também foi firmado acordo para oferta de estágio na China para estudantes do Programa Ciência sem Fronteiras.

    No setor energético, foi assinado acordo de cooperação estratégica entre Eletrobras, Furnas e as empresas chinesas China Three Gorges Corporation e CWEI Participações para incremento de cooperação na construção da Hidrelétrica do Rio Tapajós.

    De acordo com o Palácio do Planalto, Dilma e Jinping assinaram acordo pra promoção de investimento e cooperação industrial. O instrumento visa à interação de empresas e instituições financeiras dos dois países nas áreas de energia, mineração, infraestrutura, indústria e agricultura. Prevê também uma reunião anual com representantes do Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio e a Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma. Em infraestrutura, também foi assinado memorando de entendimento sobre cooperação para elaboração de projetos ferroviários.

    Depois de encontro no Palácio do Planalto, Dilma e Jinping encontram-se com empresários dos dois países, no Palácio Itamaraty, no encerramento da reunião do Conselho Empresarial Brasil-China.

    Otras noticias
    Contenido patrocinado

    Comentários 0

    Síguenos en twitter
    Síguenos en Facebook

    Más leidas

    eAm
    Colombia
    Mexico
    Chile
    Argentina
    Peru

    Liga Brasileña 2013-14

    <b>Rousseff</b> dice que la creciente inversión china en Brasil abre un futuro prometedor
    Inflação que corrige <b>valor de aluguéis</b> cai 0,13 ponto percentual