elEconomista.es
Brasil
37.362,92
-1,76%
3,2574
-0,01%
47,77
+7,28%
1.293,30
-0,01%

Lançamento de ações da Caixa depende de estudos, diz Miriam Belchior

Agência Brasil - 11:24 - 24/02/2015
comentarios

    O lançamento de ações da Caixa Econômica Federal na Bolsa de Valores depende de estudos, disse ontem (23) a presidenta do banco, Miriam Belchior.

    Perguntada, logo após a cerimônia de posse, sobre a abertura de capital da instituição financeira, ela indicou que o processo não será imediato.

    ''A Caixa tem especificidades muito grandes que precisam ser consideradas para tomar qualquer medida'', declarou. ''Nenhuma medida será tomada nessa direção sem antes fazer um mínimo estudo de viabilidade, que não existe até hoje'', destacou ela.

    De acordo com Miriam, somente os estudos apontarão se a instituição financeira tem condições de levantar recursos na bolsa. ''Não temos como adiantar questões em relação a isso, enquanto não houver uma análise mais aprofundada, que não está sendo feita.''

    A possibilidade de abertura de capital da Caixa havia sido levantada pela presidenta Dilma Rousseff, em café da manhã com jornalistas, no fim do ano passado. Na ocasião, a própria presidenta disse que o lançamento de ações seria demorado, sem dar mais detalhes sobre o tema. Diferentemente do Banco do Brasil, que tem ações na Bolsa, a Caixa é uma instituição financeira 100% pública.

    Contenido patrocinado
    Otras noticias

    Comentários 0

    Síguenos en twitter
    Síguenos en Facebook

    Más leidas

    eAm
    Colombia
    Mexico
    Chile
    Argentina
    Peru

    Liga Brasileña 2013-14

    Próximo leilão de energia deve ter mais de 500 projetos
    FGV: inflação semanal desacelera e recua em seis das sete capitais pesquisa