elEconomista.es
Brasil
37.362,92
-1,76%
3,1930
+0,02%
47,77
+7,28%
1.275,80
+0,11%

Petrobras reduz contrato com Odebrecht, informa o Estadão

elEconomista América - 14:34 - 3/06/2013
comentarios

    Reportagem do jornal O Estado de S.Paulo divulgada nesta segunda-feira (03), informou que uma auditoria interna da Petrobras contestou um contrato da empresa com o grupo Odebrecht com valor próximo a US$ 840 milhões, para serviços em dez países. A auditoria constatou que o valor a ser pago deveria ser reduzido em 43%, caindo para cerca de US$ 480 milhões.

    O texto do Estadão destacou que o acordo inclui trabalhos de manutenção na refinaria de Pasadena, no Texas (Estados Unidos). O contrato com a Odebrecht teria sido discutido em uma reunião de conselho de administração na qual a presidente da Petrobras, Graça Foster, teria relatado o caso aos outros administradores da estatal. A presidente, porém, não teria dito que estavam incluídos no contrato trabalhos na refinaria de Pasadena.

    A reportagem também explicou que apenas US$ 400 milhões foram inicialmente destinados para a Odebrecht, faltando ainda o pagamento de US$ 80 milhões. Assim, Graça Foster teria dito na reunião com o conselho que o dinheiro só seria desembolsado caso empresas locais oferecessem preços mais altos pelos trabalhos acordados inicialmente com a Odebrecht.

    Contenido patrocinado
    Otras noticias

    Comentários 0

    Síguenos en twitter
    Síguenos en Facebook

    Más leidas

    eAm
    Colombia
    Mexico
    Chile
    Argentina
    Peru

    Liga Brasileña 2013-14

    Produção da <b>Petrobras</b> aumenta 4,2% em abril
    <b>ALL Logística</b> perde concessões de <b>ferrovias na Argentina</b>