elEconomista.es
Brasil
Bovespa
37.362,92
-1,76%
USDBRL
3,2656
+1,10%
Crudo WTI
47,77
+7,28%
Oro
1.320,83
+0,05%

Greve geral: manifestações bloqueiam rodovias no Brasil

elEconomista America - 12:17 - 11/07/2013
comentarios
    tagsMás noticias sobre:
    greve635.jpgFoto EFE

    O Brasil reiniciou a onda de protestos nesta quinta-feira (11) com atos e paralisações convocadas pela Central Unificada dos Trabalhadores (CUT), a Força Sindical (FS) e a União Geral dos Trabalhadores (UGT). As entidades fazem o chamado "Dia Nacional de Lutas". Os trabalhadores farão marchas e protestos que devem fechar rodovias em todo o País. Por volta das 10h cerca de 30 já rodovias estavam interditadas. Os movimentos que incitaram a paralisação geral pedem o fim do fator previdenciário, a redução da jornada de trabalho para 40 horas semanais sem redução de salários, combate a terceirização em algumas categorias, a aceleração da reforma agrária e a aplicação de 10% do Produto Interno Bruto (PIB) na educação e de 10% do Orçamento da União para a saúde.

    Rio de Janeiro [18h] - Manifestação reúne cerca de 2 mil pessoas no centro da cidade. O protesto registrou focos de confusão.

    São Paulo [17h45] - A Folha de S.Paulo informa que os manifestantes estão saindo da Praça da República com as bandeiras enroladas, pegam ônibus e vão para a sede da TV Globo, no Brooklin, zona sul de São Paulo.

    Goiás [17h30] - Manifestantes alegam ter reunido  cerca de 5.000 pessoas nesta quinta-feira no centro da cidade. Em Anápolis a reitoria da Universidade Estadual de Goiás foi ocupada por estudantes e servidores em greve.

    Estivadores invadem terminal e ocupam navio no Porto de Santos [17h20] - Um grupo de cerca de 250 estivadores, segundo a Polícia Militar, invadiu no início da tarde de hoje um terminal da Empresa Brasileira de Terminais Portuários (Embraport) no Porto de Santos e ocuparam um navio. Os trabalhadores pretendem, de acordo com a polícia, permanecer na embarcação até amanhã (12), quanto está marcada uma reunião entre o sindicato da categoria e a empresa. A Polícia Federal está no local negociando a saída dos estivadores. Leia Mais.

    Rio de Janeiro [17h18] - Índios que foram retirados do antigo Museu do Índio, localizado nas proximidades do Maracanã, que foi desocupado para viabilizar obras da Copa estão participando do protesto na cidade.

    Brasília [17h13] - A Polícia Militar estima que mil manifestantes estão no gramado da esplanada dos Ministérios. Eles reivindicam o fim do fator previdenciário, melhorias nas condições de trabalho.  O policiamento foi reforçado e a cavalaria foi reforçada para impedir o acesso dos manifestantes. A manifestação acontece de forma pacífica.

    São Paulo [17h05] - Manifestantes estão indo para o Viaduto do Chá, onde devem encerrar ato.

    41 agências do Instituto Nacional do Seguro Social participaram da paralisação [17h05] - informou que até o início da tarde aconteceram paralisações totais ou parciais em 41 agências de atendimento em pelo menos oito estados. Pernambuco é o estado com o maior número de agência paralisadas, 11 no total. O INSS também informou a paralisação em São Paulo, em Alagoas, no Rio Grande do Sul, no Pará, no Paraná, na Bahia e em Sergipe.

    Paralisação dos transportes [ 16h54] -  O presidente da Associação Brasileira de Logística (Abralog), Pedro Francisco Moreira, diz que greve causou prejuízo de R$ 1,5 milhão no faturamento do setor de transportes. Leia Mais.

    Rio de Janeiro [16h54] - Grupo de manifestantes foi alvejado por policiais em pequena confusão na caminhada que já acontece na cidade. A polícia usou gás e uma bomba de efeito moral para tentar prender um homem que teria jogado uma pedra na igreja da Candelária.

    Rodovias no Nordeste estão sendo liberadas [16h40] - A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou a situação em diversos trechos de estradas do Nordeste, que estão senfo liberadas. Leia Mais.

    Rio de Janeiro [16h13] - A Polícia militar informa que cerca de 1,5 mil pessoas estão na Candelária, onde uma ato esta marcado para começar por volta das 17h.

    Brasília [16h10] - Em Brasília cerca de 800 pessoas participam de uma manifestação pelo gramado da Esplanada dos Ministérios.

    São Paulo [16h10] - Ato segue tranquilo na cidade,  metade dos manifestantes (cerca de 3 mil pessoas) da CUT e da Força Sindical pararam na Praça Roosevelt.

    São Paulo [15h50] -  Manifestantes desistem de ir até o Theatro Municipal e devem terminar o ato na Praça Rossevelt, no centro de São Paulo. A Avenida Paulista no sentido Paraíso já está liberada.

    Belo Horizonte [15h41] - Manifestantes seguem em passeata em direção à região oeste da cidade. A Folha informa que no trajeto anunciado há um protesto em frente da sede da Rede Globo de Televisão em Minas Gerais, pela "democratização da mídia". Um pequeno grupo continua na praça Sete, no centro, onde o tráfego para veículos continua fechado.

    São Paulo [15h35] - Um grupo de manifestantes decidiu seguir pela Consolação, a Polícia Militar interdita a via sentido centro.

    Alguns líderes desistem de ir para o centro e optam por encerrar o ato em São Paulo [15h13] - Ao invés de seguir para o centro da cidade, como estava previsto,  os líderes dos sindicatos decidiram encerraram o ato na Avenida Paulista. Os manifestantes ainda ocupam os dois sentidos da avenida, mas devem se dispersar em breve.

    São Paulo [15h03] - Cerca de 7 mil manifestantes concentrados na Avenida Paulista começam a se deslocar para o centro da cidade.

    Paulinho da Força critica Dilma Rousseff em protestos [15h03] - Durante um protesto na zona sul de São Paulo  que aconteceu na parte da manhã, o deputado Paulo Pereira da Silva (PDT), que é o presidente de "honra" da Força Sindical, fez duras críticas a presidente Dilma Rousseff. Ele acusou a presidente de ter dado as costas para a população.  Leia Mais.

    Um homem foi atropelado no Rio Grande do Sul durante bloqueio [14h47] - João Carlos da Silva Brum, 51 anos foi atropelado durante protesto na BR-116, no km 252, em Sapucaia do Sul, região metropolitana de Porto Alegre. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o acidente ocorreu por volta das 4h30, quando um grupo de aproximadamente 100 manifestantes, do qual ele fazia parte, montava um bloqueio no local. Leia Mais.

    Paulinho da Força, presidente de honra da Força Sindical, disse que pode convocar uma paralisação maior [14h40] -  O sindicalistas e deputado pelo PDT salientou que espera que o governo federal atenda à pauta conjunta entregue pelas centrais sindicais. Ele também comentou que pode convocar uma paralisação maior.

    Governo vai desobstruir rodovias federais [14h29] - O site de notícias G1 informa que o governo federal vai tentar desbloquear rodovias federais interditadas por manifestantes. O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, disse ao G1 que a Polícia Rodoviária Federal (PRF) buscará a desobstrução "pelo diálogo". Ele também comentou que  "a força policial vai conseguindo a desobstrução pelas vias legais".

    Jundiaí [14h25] - A rodovia Anhanguera (SP-330) no sentido São Paulo ficou interditada uma hora. Segundo a CCR, concessionária que administra a via no trecho interrompido, não houve congestionamento já que o trânsito foi desviado.

    Alagoas [14h23] -  A assessoria da Polícia Rodoviária Federal (PRF) informa que  apenas em Rio Largo, no quilômetro (km) 91 da BR-104, a pista continua totalmente interditada por manifestantes, que reivindicam a construção de mais casas.

    Paralisação nos Correios [14h20] - Os Correios enviaram um comunicado informando que na manhã de hoje registrou a ausência de 4% do seu efetivo de 120 mil trabalhadores e as agências funcionam normalmente.

    São Paulo [14h16] - O jornal O Estado de S. Paulo noticia que alguns manifestantes aderiram ao protesto em razão da promessa de pagamento de R$ 50.

    Três rodovias em São Paulo já estão liberadas [14h13] - As rodovias Anchieta, Cônego Domênico Rangoni e Miguel Melhado de Campos, que foram interditadas de manhã por manifestantes das centrais sindicais, já foram liberadas, segundo a Polícia Rodoviária Estadual. Leia Mais.

    CUT [14h] - A Folha de S.Paulo informa que o presidente da CUT, Vagner Freitas, disse na  manifestação liderada pela entidade, que a central sindical não está protestando contra nem a favor do governo Dilma Rousseff.

    Belo Horizonte [13h53] -  Cerca de mil manifestantes saíram em passeata da concentração na praça Sete. Os manifestantes caminham pela região central da cidade.  As três estações de ônibus paralisadas pela manhã já estão funcionando. O metrô segue fechado.

    João Pessoa [13h40] - Cerca de 28 mil usuários foram afetados pela interrupção dos trens. Os trabalhadores que operam o sistema reivindicam a instalação de um VLT (Veículo Leve sobre Trilhos) na malha ferroviária da cidade. O sistema bancário também será paralisado nesta tarde.

    São Paulo [13h18] - Apesar dos bloqueios das duas pistas as lojas estão funcionando na av. Paulista, onde  manifestantes de diversas categorias profissionais estão concentrados para um grande ato que seguirá em direção ao centro 14h.

    Balanço parcial das rodovias [13h] - Vinte e cinco pontos de estradas federais permanecem interditados até o momento, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF). O estado onde há mais bloqueios é o Rio Grande do Sul, com 11 interrupções. O ponto mais crítico é na BR-116, próximo a Caxias do Sul, nos quilômetros (km) 144, 146, 151. Leia Mais.

    Bahia [12h41] - As interdições de rodovias do estado se concentra na BR-101. O ato foi convocado  pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e da Central Única dos Trabalhadores (CUT), de acordo com a assessoria da Polícia Rodoviária Federal (PRF). No fim da manhã, ainda havia três pontos de interdição: no quilômetro (km) 694, altura de Eunápolis; km 831, em Itamaraju; e km 940, em Teixeira de Freitas.

    Rio Grande do Sul [12h35] - Manifestantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e de sindicatos fazem diversos pontos de bloqueio em rodovias da região metropolitana de Porto Alegre e no interior do estado do Rio Grande do Sul, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), em balanço divulgado agora pouco. Leia Mais.

    São Paulo [12h20]  - Cerca de mil  trabalhadores do comércio estão protestando por melhores condições de trabalho na região da Rua 25 de março (principal rua de comercio popular da cidade). "Nós comerciários resolvemos para a 25 de março porque é a rua onde mais vende se por metro quadrado do Brasil. Mesmo assim aqui existe muita informalidade e muitos problemas", disse o presidente do sindicato dos comerciários, Ricardo Patah. Leia Mais.

    Natal [12h14] -  A Polícia Rodoviária Federal estima que cerca de 6.000 manifestantes estão interditando a BR-101 no km 94.

    Rio de Janeiro [12h06] - pequenos grupo de sindicalistas começam a chegar a região central onde se concentrarão na  frente da igreja da Candelária em um grande ato marcado para as 15h. Nenhuma agência bancária do centro está funcionando.

    São Paulo [12h05] - A Avenida Paulista já está fechada nos 2 sentidos. Cerca de 2 mil manifestantes se concentram na frente do Masp e devem seguir até a praça Ramos de Azevedo(centro) a partir das 14h.

    Brasília [12h03] - Divergências entre sindicatos esvaziou manifestação dos trabalhadores.  CUT fará protestos às 15h. Eram esperadas mil pessoas, mas apenas 500 participaram.

    Porto de Suape [11h55] - A mobilização de trabalhadores em Pernambuco, próximo ao Porto de Suape, começou por volta das 5h. De acordo com a assessoria de imprensa de Suape, foi feita uma assembleia com cerca de 350 trabalhadores, que terminou por volta das 9h30. No terminal, trabalham 25 mil pessoas e mais 50 mil, nas obras de ampliação de Suape. Agora, os manifestantes estão se dispersando. Leia Mais.

    São Paulo  [11h51]  -  Quatro faixas já estão fechadas na Avenida Paulista. Motoboys e sindicalistas estão chegando a região.

    Campo Grande [11h50]  - Cerca de 5 mil pessoas aderiram aos  protestos em Campo Grande. Estão presentes trabalhadores dos Correios - que estão em paralisação de 24 horas -, vigilantes, líderes do movimento indígena, Movimento Sem Terra (MST), bancários, professores e representantes de partidos políticos.

    Rodovias em Minas Gerais [11h45] -  a rodovia MG-129, em Mariana, foi fechada no sentido Ouro Preto e Ponte Nova. A Polícia Rodoviária Federal também  informou que integrantes do MST  a BR-116 (Rio-Bahia) na cidade de Governador Valadares, mas a situação já foi normalizada.

    Cancelamento do rodízio em São Paulo [11h42] - Prefeitura cancela rodízio de veículos. A previsão era de cancelamento em caso de paralisação dos trens e ônibus, o que não ocorreu. Estavam proibidos de circular  nos horários previstos pelo rodízio os carros com placa 7 e 8.

    MPL:[11h40] - 60 integrantes do MPL bloqueiam 3 faixas da Avenida Pereira Barreto. O grupo acompanhava a manifestação dos metalúrgicos. Eles pedem o fim da tarifa em São Paulo e a integração do transporte público na região metropolitana.

    São Paulo [11h20] - Os manifestantes já ocupam uma faixa da avenida Paulista, em São Paulo. Às 12h está previsto um grande ato na via, unindo todas as centrais sindicais envolvidas no Dia Nacional de Lutas.

    SP [11h17] - Ao menos quatro rodovias de São Paulo têm bloqueios: Presidente Dutra, Cônego Domênico Rangoni, Padre Manoel da Nóbrega e Ayrton Senna.

    MPL [11h11] - Integrantes do Movimento Passe Livre, os principais articuladores da onda de protestos que tomou o País no mês passado, foram vistos apoiando as manifestações desta quinta em São Bernardo do Campo, região metropolitana de São Paulo. Segundo O Estado de S. Paulo, a pauta de reivindicação do protesto na cidade estaria relacionada com o transporte público, principal pauta do MPL. Membros do grupo de São Paulo criticaram o Dia Nacional de Lutas na quarta-feira em razão da falta de uma pauta clara de reivindicação. Curiosamente, essa é uma das principais críticas sofridas pelo MPL. 

    São Paulo [11h02] - Comércios da rua 25 de Março, reduto de produtos populares da capital paulista, estão fechando as portas. Existe a previsão de uma manifestação na região. Na avenida Paulista as agências bancárias fecharam. Apenas os caixas eletrônicos estão disponíveis.

    Gerdau [10h58] - Manifestantes invadiram unidade da siderúrgica Gerdau em Mogi das Cruzes, no interior de São Paulo. As entidades sindicais disseram que a invasão foi causada por um grupo de dissidentes e que não se responsabiliza por isso.

    Bancos [10h54] - As agências bancárias da região da avenida Paulista, em São Paulo, e em Salvador estão fechando em razão dos protestos.

    Rio de Janeiro [10h40] Protestos começaram em Macae e tomam a BR 106. Leia Mais.

    São Paulo [10h28]- Ponte Estaiada esta totalmente bloqueada por trabalhadores da  construção civil, cerca de 300 pessoas participam do ato. Os trabalhadores reivindicam a redução da jornada de trabalho.

    Guarulhos [10h27] - Manifestantes ocuparam o km 223 da rodovia Dutra, em Guarulhos. O bloqueio acontece na pista local em direção à capital paulista. Um carro da Policia Rodoviária Federal escolta o grupo.

    Florianópolis [10h26] - As principais  escolas estão fechadas. Rodovias que cortam o estado de Santa Catarina serão bloqueadas, BR480, BR101 tem atos previstos a tarde.

    Santos [10h25] - A Agência Brasil informou que em adesão ao Dia Nacional de Luta convocado pelas centrais sindicais os estivadores da Baixada Santista iniciaram ato de protesto às 7h da manhã em frente ao cais do Porto de Santos, bloqueando a passagem de veículos. A Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp) informou que há dez navios com as operações paralisadas e que 21 estão operando mecânicamente. Leia Mais.

    Transportes [10h23] - Em Salvador (BA), os ônibus circulam normalmente. Em Fortaleza(CE), motoristas e cobradores bloquearam entradas e saídas do terminal de ônibus do Bairro Papicu. Em Blumenau (SC), o transporte público parou às 9h e deve voltar perto do meio-dia. O Terminal de Florianópolis está funcionando normalmente. Em Volta Redonda (RJ), os ônibus retornaram para as garagens. Na cidade de Porto Alegre ônibus e trens estão parados. A Trensurb (empresa de Trens Urbanos de Porto Alegre) informou que fechou as 7h30 as estações de trem devido a atos de vandalismo.

    São Paulo [10h] - Manifestações bloqueiam tráfego quatro rodovias: Anchieta, Cônego, Anhanguera e Dutra. Os manifestantes querem marchar pela marginal Tietê e nas avenidas do Estado, Jacu-Pêssego e Radial Leste. Um ato está previsto para acontecer na Av. Paulista às 12h, com adesão de agentes penitenciários, motoboys e policiais civis. Leia Mais.

    Otras noticias
    Contenido patrocinado

    Comentários 0


    Síguenos en twitter
    Síguenos en Facebook

    Más leidas

    eAm
    Colombia
    Mexico
    Chile
    Argentina
    Peru

    Liga Brasileña 2013-14

    <b>Estradas do Nordeste</b> estão sendo liberadas
    <b>Greve geral</b> domina noticiário brasileiro nesta sexta-feira