elEconomista.es
Brasil
37.362,92
-1,76%
4,0818
-0,22%
47,77
+7,28%
1.471,50
+0,46%

Com plano indefinido, redução de estímulos do Fed impulsiona queda do dólar

El Economista America - 12:05 - 17/07/2013
comentarios
    Ben Bernanke, Reuters

    Ben Bernanke, diretor geral do Federal Reserve (banco central EUA, fed), afirmou nesta quarta-feira (17) que o órgão ainda espera para iniciar a redução de seu programa de compra de ativos, mas deixou em aberto a opção de mudar o plano se o cenário econômico sofresse algum alteração importante.

    As declarações de Bernanke fizeram com que o dólar voltasse a cair no Brasil. A moeda fechou o dia com desvalorização de 1,20%, cotada em R$ 2,2310.

    Em seu discurso ao Congresso dos EUA, o chairman relatou que o Fed pretende suspender as compras de títulos até meados de 2014, quando, segundo projeções, o desemprego estará em torno de 7%.

    A Reuters destacou que Bernanke foi evasivo, quando falou sobre o tema: "Nossas compras de títulos dependem dos desenvolvimentos econômico e financeiro, mas eles não estão de jeito nenhum em um curso predeterminado".

    A agência de notícias também informou que esta declaração semestral de Bernanke ao Congresso pode ser a última dele a frente do Fed, porque seu mandato terminar em janeiro e ele tende a deixar o cargo.


    Comentários 0

    Síguenos en twitter
    Síguenos en Facebook

    Más leidas

    eAm
    Colombia
    Mexico
    Chile
    Argentina
    Peru

    Liga Brasileña 2013-14

    Associação<b> prevê queda de 5%</b> das exportações do Brasil em 2013
    Governo espera por <b>retomada dos investimentos</b> e <b>crescimento do consumo</b>