elEconomista.es
Brasil
37.362,92
-1,76%
4,1415
-1,06%
47,77
+7,28%
1.460,12
+0,01%

Clima quente aquece o comércio no Rio de Janeiro

Agência Brasil - 9:53 - 6/02/2014
comentarios
    tagsMás noticias sobre:

    O comércio varejista quebrou neste ano a rotina de atrair mais clientes apenas nos segmentos com tradição de queima de estoques graças ao empurrãozinho dado por um fenômeno da natureza. O calor excessivo e o tempo seco ajudaram a expandir o movimento de consumidores com aumento na média de 1,7% sobre dezembro último e de 5,9% na comparação com janeiro de 2013, segundo o Indicador Serasa Experian de Atividade do Comércio.

    Em homenagem ao Acre, internauta faz paródia de clipe de Katy Perry

    Entre os estabelecimentos favorecidos estão o de material de construção com expansão de 1,7% sobre dezembro e de 7,1% em relação a janeiro do ano passado. No segmento de supermercados, hipermercados, alimentos e bebidas , houve ligeiro recuo de 0,3% sobre dezembro que é um mês de forte demanda neste setor, porém, em relação a janeiro de 2013, houve elevação de 7,4%.

    Esses dois setores foram os que mais apresentavam as maiores altas na comparação anual, enquanto o setor de móveis, eletroeletrônicos e informática ocupou a liderança de movimento sobre  dezembro último com aumento de 7,4%, seguido por combustíveis e lubrificantes (4,2%). Em lojas de veículos, motos e peças, o movimento cresceu 1,6% e nas de tecidos, vestuário, calçados e acessórios de  1,1%.

    Na avaliação dos economistas da Serasa Experian as liquidações de início de ano bem como as promoções do varejo automotivo justificam em parte esse bom desempenho. Neste último caso "por conta da virada da tabela do IPI [Imposto Sobre Produto Industrializado]". Eles apontam ainda que as férias auxiliaram a impulsionar o segmento de combustíveis e lubrificantes e que "a onda de clima quente e seco neste verão, auxiliaram o segmento de material de construção".

    A pesquisa é feita com base no volume de consultas recebidas por essa empresa e calculada sobre os dados coletados em 6 mil empresas comerciais.


    Comentários 0

    Síguenos en twitter
    Síguenos en Facebook

    Más leidas

    eAm
    Colombia
    Mexico
    Chile
    Argentina
    Peru

    Liga Brasileña 2013-14

    Inflação para quem ganha até <b>2,5 salários mínimos</b> chega a 0,71% em janeiro
    Brasília tem a maior elevação do <b>custo da cesta básica</b>