elEconomista.es
Brasil
37.362,92
-1,76%
4,1102
+0,47%
47,77
+7,28%
1.475,16
+0,71%

Eficiência operacional da Petrobras em Campo cresce 6%

Reuters - 12:48 - 29/04/2013
    tagsMás noticias sobre:

    O programa de recuperação da bacia de Campos elevou em 6% a eficiência operacional da Petrobras na região, disse o diretor de Exploração e Produção da estatal, José Formigli, durante uma teleconferência para apresentação dos resultados do primeiro trimestre do ano nesta segunda-feira (29).

    A Reuters destacou que os analistas e investidores reagiram bem aos números do primeiro trimestre da Petrobras, apesar da queda no lucro líquido, e as ações da estatal avançavam nesta segunda-feira na Bovespa.

    A petrolífera vem apresentando dificuldade para elevar a produção no Brasil, e as importações de derivados para suprir a demanda local tem pesado sobre a lucratividade da companhia há vários trimestres. A empresa tem apostado, entre outras coisas, no controle de custos para melhorar seus resultados.

    O Bank of America Merrill Lynch elevou a recomendação para os recibos de ações da petrolífera negociados em Nova York (ADRs) para "compra", bem como os preços-alvo para os papéis da companhia, segundo relatório desta segunda-feira.

    Para o analista da instituição Frank McGann, o resultado da Petrobras de janeiro a março indicou um ponto de inflexão para lucro e produção que era esperado para acontecer daqui a vários trimestres.

    Na noite de sexta-feira, a Petrobras reportou que teve lucro 17% menor no primeiro trimestre contra um ano antes. Ainda assim, os R$ 7,7 bilhões vieram acima dos R$ 6,7 bilhões esperados por analistas, em média, segundo pesquisa da Reuters.

    Por volta das 10h50 as ações da empresa estavam entre as três maiores altas da Bovespa Petrobras (ON) 5,38% e Petrobras (PN) 3,89%.

    Em relatório, o analista Marcus Sequeira, do Deutsche Bank, também disse ver sinais de um ponto de inflexão para melhora dos resultados da Petrobras, embora ainda não tenha certeza disso.

    "Estamos mantendo nossa recomendação "neutra" (para as ações) devido aos muitos desafios que a Petrobras enfrenta: fraca produção no curto e no médio prazos e interferência negativa do governo", afirmou Sequeira.


    Síguenos en twitter
    Síguenos en Facebook

    Más leidas

    eAm
    Colombia
    Mexico
    Chile
    Argentina
    Peru

    Liga Brasileña 2013-14

    Com novas certificações de jazidas ações da MMX  sobem
    MMX tem prejuízo líquido de R$ 55,2 milhões no 1.º trimestre